quinta-feira, 24 de abril de 2008

Feira

Foi-se o tempo em que a melhor maneira de se escolher frutas e legumes no supermercado era procurar pelas unidades mais bonitas e vistosas. Tudo está do avesso hoje em dia, verduras e legumes inclusive.

Pois não é que deu no jornal que a concentração de agrotóxicos nos produtos está tão grande que a melhor forma de minimizar os danos à saúde é, pasmem, escolher os itens mais feinhos? Está lá, com todas as letras: na hora de escolher tomates, beringelas, pepinos, bananas, mamões e laranjas, evite os muito bonitos e opte pelos mais franzinos e maduros. Mais ou menos o que algumas amigas minhas sugerem que se faça ao escolher um homem para casar. Aparentemente, homens e legumes muito bonitos são dotados de uma concentração maior de veneno que, no longo prazo, pode ser prejudicial à saúde física e mental.

Se a coisa continuar assim, o monte de tomates judiados que ficava no canto do mercado pela metade do preço vai virar a vedete da quitanda, enquanto os grandes e viçosos vão acabar de escanteio, longe das mãos da mulherada. Agora, apesar de todos os avisos, duvido que o mesmo ocorra quando a feira é de outra natureza. No dia em que sobrar homem viçoso por aí, o mundo vai estar estranho mesmo.

2 comentários:

Candy Girl disse...

Pois é amiga, aqui os feinhos já são as vedetes, a gente entra nas lojas de orgânicos e lá estão os leguminhos horrorosos esperando por nós rs...
E olha que eles custam bem mais viu!
Saudade!
bjinhos

Karpe Deem disse...

Escolho as frutas pelo cheiro! =]