quarta-feira, 17 de setembro de 2008

Little Yellow

Oi, boa noite. Será que eu e o meu amigo podemos nos sentar aqui para conversarmos com vocês?”

Nós duas estávamos no meio de um papo ótimo, empolgadíssimas com um projeto novo que vai ser o bicho de bom. A gente se olhou dando de ombro por vários intermináveis segundos e acabamos no “tá, tudo bem”.

“Hello, what’s your name?”, soltou ele em um inglês macarrônico na hora de me cumprimentar. Eu pensava quer ver que esse mané vai querer fingir que é gringo para impressionar? Não tive dúvidas.

Que é isso, tá falando inglês por quê? Tá doido?”

Ah, me desculpem. É que eu vivi muito tempo com um gringo e ainda não acostumei a falar só português.”

Ãhã. A essa altura eu já comecei a achar que deixar os caras sentarem ali tinha sido mesmo uma ótima pedida. Aqueles malas provavelmente ainda iriam falar muita besteira durante a noite e render umas boas gargalhadas. Vai vendo.

Você faz o quê?” ele pergunta.

Ih, tanta coisa... Sou economista de formação mas economista é o que eu menos sou. Eu danço, atuo, canto, fotografo, administro um negócio...”

Eu trabalho na EMDEC.”

Na EMDEC? Você não é um daqueles amarelinhos malas, é?”

Little yellow? Não.”

Little yellow???????? Só essa já valeu a noite. Eu fazia cara de what the fuck?, não acreditando naquele figura. Por que é que tinha que falar amarelinho em inglês? Ein?

“Trabalho na administração da EMDEC. Quantos anos você tem?”

Esse cara realmente não passou na fila do tato, nem do bom senso. Já na do xaveco sem noção...

Trinta e dois.”

Você tem os traços fortes. Duvidosos.”

Ele só pode ser pinéu, pensava eu com os meus botões que davam looping de tão embasbacados com o papo nonsense da criatura. Duvidosos???? O quê o filhote de cruz credo queria dizer com isso era um mistério completo para mim.

Sim, duvidosos. Deixa eu tentar explicar... blá, blá, blá.... então, você tem uma opinião que pode mudar dependendo das pessoas do seu grupo e blá, blá, blá... e você não sabe muito bem o que quer e blá, blá, blá...”

Resumindo, o trolha queria dizer que eu pareço uma pessoa indecisa. Tá aí a explicação para o obscuro “duvidosos”. Eu tenho, na opinião do Don Juan de araque, traços de uma pessoa indecisa. Fala a verdade, que cantada fenomenal. A criatura além de ter tato negativo, ainda falava uma retardice atrás da outra tentando usar um palavreado que não lhe pertence. Na cabecinha bem inha dele, “duvidosos” = “indecisos”, então ele decidiu usar a mais bonita das duas. Deu merda, lógico.

Depois disso ele falou tanta besteira que nem dá para colocar aqui. Tudo no naipe das asneiras aí de cima. Impressionante gente, de onde saíram esses seres? No fim, achando que estava arrasando, ele virou para mim e disse:

Você é o meu tipo, mas é muito difícil.”

Eu ria por dentro, ria não, gargalhava de rolar no chão, e pensava... você nem imagina o quanto...

Sou né? Sou mesmo...”

Mas tudo bem, eu vou lá terça que vem só para te ver. Você vai né? Yes or No?”

Yes, eu vou estar lá, mas nem adianta que no, não vai rolar, no matter what. Mas vai pensando que é yes, vai. Just wait and see. Agora, cá entre nós, senta porque vai cansar.

7 comentários:

Tatiana disse...

duas malas sem alça!!!!!!!
e vc é muito paciente e simpática!
apesar de duvidosa!
ahahhahahahahahhahahahahahahahahhahhahaha

Juliana Hilal disse...

Hahahahaaha
Pois é, Tati, alguns diriam que é coisa do meu signo ser assim, duvidosa...rs
O pior é encontrar os little malas de novo na terça. Tinha que convidar, né? :p
Quero ver se ele vai levar a patroa loira.
Beijossss

Tatiana disse...

Duvido que leva a coitada.
E como eu já te disse, se eles incomodarem, coloco o baixista negão em posição de gaurda e ele escorraça os caras.
Ele já se prontificou a esses serviços extras...vai adorar fazer!!
hahahahhaha
E a esposa, eu duvido que vá.
Aliás, nem eles eu acho que irão.

Candy Girl disse...

Nossa Ju, só faltava essa, malas falando em inglês... ninguém merece!
E além de tudo é uma linguazinha bem esquisita pra passar cantada, se ainda fosse um francês ou italiano vá lá rs....
bjus

Kie disse...

Little Yellow...What? foi demais! Hahaha...imaginei vc rolando de gargalhar internamente...
Imagina vc falando prá ele aquela pérola: "Leia my lips..."
Hehehe
Bjus

Mazinha disse...

HUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUAHUA

Quando eu parar de rolar de rir eu volto e comento...

...

Ufa.. respira e para de rir Maíra! Nossa, depois de tudo isso você pediu o cara em casamento, né? Como ele você nem fica duvidosa se beija ou não.
Como um cérebro desses vocês teriam um cancêr de pulmão em 3 anos, afinal num ter papo pós sexo... só cigarro.

Mazinha disse...

Ah... duas coisas:
1 - fui ver Ensaio osbre a Cegueira com uma amiga do trampo. AMEI!

2 - Mandei as fotos pro gêmeos e, tchã: o Gabriel respondeu e leu meu blog. Ah!

Beijos!