segunda-feira, 15 de junho de 2009

Passeio

O sol iluminava o verde das árvores contra o azul limpo do céu. Os fins de tarde são lindos demais nessa época do ano.

Eu ouvia Blossom Dearie, andava seguindo as curvas da calçada e curtia a alegria do meu pequeno com todos aqueles postes e amigos caninos. O lago à direita brilhava oscilante no mesmo amarelo que gritava nas folhas.

E eu que cogitei não ir. Moro a dois minutos do melhor parque da cidade que eu acabo vendo só de longe. Hoje eu desci os andares e fui ver o que não aparece na minha janela.

Os parques recebem todos os tipos de pessoas nas tardes de domingo e eu observava curiosa todas elas. Casais de mãos dadas, ou não, homens com mulheres, com homens, mulheres, todos à vontade, tranqüilos, em casa. Atletas amadores, de fim de semana, profissionais com os seus uniformes esquisitos. Idosos, adultos, adolescentes, crianças, muitas crianças em duas, quatro, seis rodas. Crianças a pé felizes da vida. Famílias aos montes. Emos. Comedores de comidas de parque. Uma mulher com o seu maltês, olho nas pessoas e no sol brilhando nas árvores, sorriso no rosto sem motivo aparente.

Aparente. Ela tem, na verdade, todos os motivos.

Um comentário:

disse...

Há cerca de 5 quilos eu andava todos os dias na lagoa, ia de manhãzinha (umas 7 e meia 8) curtir a luz.
Adoro a luz de Camps city, ela é especial. E fica muito melhor com reflexos de água e por entre as árvores.

Bjs